Travessia Petrópolis x Teresópolis: segundo dia

Viajandinhos! Hoje é dia de cavalinho, coice do cavalo (não é piada) , mergulho e elevador, ou seja, o dia mais aventureiro da nossa travessia na Serra dos Órgãos no Rio de Janeiro! Para quem opta em fazer a travessia em 3 dias, o trecho entre o  Castelo do Açú e a Pedra do Sino (parada para pernoite) tem aproximadamente 8 kms e uma duração de 6 horas.

Morro do Açú em Petrópolis na travessia
Alto da Pedra da Tartaruga esperando o nascer do sol

Esse é o dia da travessia com trechos mais técnicos e há muitas pessoas que fazem a travessia em apenas 2 dias, já que depois da Pedra do Sino são 11 kms de descida. Vai de cada um entender suas condições físicas e a questão do tempo do percurso que varia entre cada grupo.

 Minha dica é curtir a Pedra do Sino, ver o nascer do sol por lá que é lindo e fazer como meu grupo que demorou 3 dias fazendo esse percurso. Vem com a gente pra saber detalhes do segundo dia!

But first… Sol o nosso astro rei

Antes de sair para a nossa jornada,  vimos esse lindo nascer do sol na Pedra da Tartaruga que é do lado do abrigo. As fotos abaixo são de abril de 2018, ou seja, outono e nessa época o sol nasce por volta das 6 da manhã e você consegue ver toda a cadeia de montanhas do Rio de Janeiro. ☀️

Logo depois, é hora de garantir seu café da manhã e se preparar para começar a jornada.  Lembrando que no abrigo há cozinha e utensílios pra você preparar sua refeição.

>> Se quiser saber um pouco mais, a gente conta no nosso outro post do dia 1 da travessia.

Continuação da travessia: saída do Castelo do Açú

Morro do Marco

Saímos 7:45 da manhã e não demora muito para você se deparar com uma descida linda que é o Morro do Marco. Esse é um trecho bem escorregadio e que merece atenção, mas olha esse visual!

Petrópolis e Morro do Marco, descida da travessia
Descida do Morro do Marco

OBS. 1: confesso que prefiro descer do que subir, mas… sempre tem aquele espaço para a queda e vídeo cacetada . Logo após esse trecho fizemos nossa primeira parada, após 40 minutos de caminhada.

OBS. 2: É nesse trecho que você pode pegar uma trilha variante e seguir para os Portais de Hércules que tem uma bela vista para o Vale da Morte. Mas essa parte da trilha vai ficar para uma próxima oportunidade, então, seguimos para o Vale da Luva e depois para o Morro da Luva.

No vale você pode reabastecer sua água!

Morro do Marco na travessia Petrópolis x Teresópolis
Peguem a dica do look. Esse chapéu não foi eficiente (muito grande, ficava caindo por conta da mochila)

Morro da Luva

 

Descanso muito bem-vindo, mas após essa descida maravilhosa, tive que colocar minhas perninhas para fazer agachamento novamente e encarar a subida até o Morro da Luva. Essa subida é bem cansativa, mas demora cerca de 30 a 40 minutos. Dizem que nesse ponto é fácil se perder quando há muita neblina. Ainda bem que pra gente o tempo tava lindão!🙌🏽

O famoso Elevador

Uma grande piada, porque de elevador não tem nada. Depois de andar quase uma horinha você vai chegar na cachoeirinha e logo após no elevador. Esse é um trecho técnico e íngreme que você tem que subir igual uma lagartixa se segurando nos grampinhos.

Subida do elevador na travessia Petrópolis x teresópolis
Elevador

➡ Esse foi dos momentos que só queria isolar minha mochila e seguir sem nada… mas vontade é assim né, dá e passa.

Vale das Antas, Vale do Eco, Mergulho e Cavalinho

Esses são nomes que você já deve ter ouvido, caso tenha pesquisado sobre a travessia. É importante falar que a gente passa pelo Vale das Bromélias que é o local com a mata mais fechada de toda a travessia.

No Vale das Antas você encontra reabastecimento de água e depois seguimos para o Vale do  Eco (que realmente faz bastante eco e você pode ficar berrando), o Mergulho (um trecho com uma descida um pouco complicadinha, mas que tem corda pra auxiliar) e a subida para o famoso Cavalinho. Essa é, sem dúvidas, é a parte mais cansativa da trilha. Já que você já tá cansado e ainda precisa de forças para passar por esses obstáculos técnicos.

Atenção para quem tem medo de altura: o cavalinho pode dar um certo pânico, mas nada demais.

Cavalinho da travessia Petrópolis x Teresópolis
Subida para o cavalinho

Nesse momento da trilha o Garrafão já está bem próximo e a Pedra do Sino (segunda parada também)! Após passar o Cavalinho, você encontra o Coice do Cavalo e mais uns 15 minutos já está na Pedra da Baleia.

Nesse dia não chegamos a ir no topo da Pedra da Sino, optamos por ir na manhã seguinte  porque é um pouco distante e estávamos bem cansados.

Chegada no abrigo

Chegamos no abrigo aproximadamente 16h. O local que cabiam 30 pessoas, deu overbook e alocou 70 pessoas, aproximadamente. Pense na confusão 😂(é rir para não chorar e contar com o bom humor dos viajantes, afinal estávamos todos no mesmo barco).

Mas é bom lembrar que a organização do parque não é tão boa, o site falha e, por isso, esteja preparado para umas surpresas dessa. 😉

No final do dia, fomos ver a cidade do Rio de Janeiro do alto da Pedra da Baleia. A vista é bem bonita, mas vá agasalhado.

Rio de Janeiro visto de Teresópolis
Luzes do Rio de Janeiro

Esse foi nosso segundo dia de travessia!
Espero que tenha ajudado e que te inspire a conhecer esse parque tão lindo.
Semana que vem tem mais 🙂

Beijos, Elisa

Autora Elisa
Anúncios

5 comentários Adicione o seu

  1. Luan Carlos de França Rodrigues disse:

    gostaria de informações sobre overbook… estou indo em junho e quero beliche! se houver mais pessoas que camas vai dá confusão! poderia me explicar? obrigado

    Curtir

    1. viajandinhas disse:

      Você já comprou o beliche?! Sinceramente, não recomendaria acreditar na organização do parque. Eles venderam 40 beliches e só tem 12 na Pedra do Sino. Minha recomendação é ir num ritmo bom e sair cedo.. na real, quem chegar primeiro que vai pegar a cama. Agora não aconselho ficar nervoso com a galera que tá lá (todo mundo vai tá na mesma) e sim falar com a adm do parque… enfim, espero que você dê sorte e que o problema tenha sido resolvido até lá!

      Curtir

  2. viajandinhas disse:

    Na vez que eu fui era feriado e aconteceu esse overbook sinistro. Foi meio surreal e quem chegou a noite ficou ferrado.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s