Ouro Preto: Minas do Palácio Velho

Autora Elisa

Olá Viajandinhos!

Começamos o ano com uma visita muito gostosa ao estado de Minas Gerais, mais especificamente à cidade de Ouro Preto. E um dos passeio mais procurados dos visitantes são as minas da cidade, afinal, elas guardam muito sobre a nossa história!

Minas do Palácio Velho, complexo
A entrada das Minas é em uma propriedade particular bem simples.

Então, vamos à visita às Minas do Palácio Velho, um conjunto de minas relativamente novo para visitação, já que as minas estão sendo restauradas e foram abertas para visitação há menos de 2 anos.

A mina mais famosa é a do Chico Mendes, mas essa também faz parte do mesmo complexo, mas dizem que é maior (não fui na do Chico Mendes para saber).
Prontos para a aventura!? Se liga no meu modelito!

Dicas de Ouro Preto
Atenção: vá de tênis! Errei rude na escolha do meu sapato para Ouro Preto.

Minas do Palácio Velho: informações gerais

💰Valor: R$ 25,00 inteira
R$ 15,00 estudante/meia entrada

🚙 Transporte: deixei meu carro próximo à Praça Tiradentes e fui caminhando.
São aproximadamente 10 minutos de caminhada e 600m de distância. O tempo é devido às ladeiras.

✔É bom que na caminhada você passa pelo Museu do Aleijadinho, pela casa do pai do Aleijadinho (entrada gratuita  com degustação de cachaça) e também pela feirinha com os artesanatos em Pedra Sabão.

Tempo de visita: aproximadamente 30 minutos.

Sobre a visita

A entrada das minas é em um portãozinho amarelo privado. Lá é bem fresquinho, porque as minas têm ventilação feita pelos próprios escravos e também porque passa um “córrego” entre elas.

Essa água era  usada para que o ouro decantasse e depois fosse peneirado, mas hoje tá contaminado por lixo, apesar de parecer limpa. 😦

O que você vai conhecer

  • A história dos escravos: a gente só conhece a história dos vencedores, mas você já pensou quantas crianças não souberam o que era infância trabalhando nessas minas? Elas começavam seus trabalhos com 6 anos e muitas faleciam antes dos 20 anos!
    Muitos negros foram mortos por serem altos demais e, por isso, não podiam trabalhar nas minas e não serviam pra outras funções.
    As pedras até hoje são muito cortantes. Esse é um local de cultura e conhecimento, mas também foi de muito pesar para tantas pessoas. É uma história que não vemos nos livros da escola.
  • Um pouco sobre os minérios das minas: como o ouro era extraído e também os minérios que até hoje estão presente nas minas (há até hoje paredes inteiras de Quartzo e também da Pedra São Tomé, as que foram utilizadas no calçamento das ruas de Ouro Preto).
  • As ferramentas utilizadas e o dinheiro que as toneladas de ouro foram convertidos. Acreditem! É muito dinheiro.

Um videozinho rápido para vocês verem nosso guia e um pouco da entrada das minas.

Quem quiser ver mais fotos entra lá no Facebook ou no Instagram deles!

Beijinhos,
Elisa.

Anúncios

3 comentários Adicione o seu

  1. dedonomapa disse:

    Sou mineira e nunca visitei uma mina! Mas suas dicas me animaram!!!

    Curtir

  2. Fiz o passeio das Minas em Ouro Preto e ouvi curiosidades incríveis sobre o tempo da mineração. Segundo o guia a expressão “Uai”, usada em Minas, veio da dificuldade dos nativos de entenderem a palavra “Why” pronunciada pelos funcionários de uma companhia inglesa que explorou as minas ainda na época do Império. É um passeio muito divertido, mas difícil para quem tem medo de lugares fechados e apertados! Ótimo post!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s